Provérbios 5.18-20

INFIDELIDADE

Os filhos de Deus sabem que a palavra de Deus é regra de conduta e de fé. O texto acima é um apelo à fidelidade conjugal. Não é demais dizer que a fidelidade está “fora da moda”, nesta sociedade que preza por liberdade, mas vive em prisões. Refiro-me à prisão do adultério. Ninguém adultera sozinho. Adultério é uma violência. Homens e mulheres agridem seus cônjuges, seus filhos e seu Deus.


Adultério é um ídolo do coração. O egoísmo está por trás desse ato. O marido, ou a esposa, dão um duro em casa e no trabalho e o falso faz parecer que é verdadeiro. Que vergonha! O crente falso é descrente. Sua infidelidade alcança o Deus que tudo vê.


Calma! Há esperança! Arrependa-se e tenha coragem para pedir perdão para os seus familiares, para o(a) parceiro(a) adúltero(a) e para Deus, a quem você fez um voto de fidelidade. Lembre-se de que a grama verde do vizinho é do vizinho. Dá pra entender?


Aplicação: Fidelidade é a qualidade de quem é digno de confiança. Essa meditação é para todos, especialmente para os que são de Cristo. Amor e respeito são elementos necessários no relacionamento conjugal. Os jovens que não são casados, de igual forma devem ser fiéis à Deus. Por que, minha filha, ser desencaminhada por um homem imoral? Por que, meu filho, abraçar o seio de uma leviana? Cristo bom Mestre, eis meu querer, mais santidade de vida ter!


Oração: “Senhor Deus de toda fidelidade, por amor ao teu santo nome, tem misericórdia de nós. Reconhecemos que somos miseráveis pecadores. Não entregue os teus filhos à impureza sexual, para degradação de seus corpos que são templo do Espírito Santo. Toca nos corações e leva teu povo ao caminho da santidade. Em nome de Jesus, amém!”.


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo