Provérbios 1.7


Assim como na leitura de um livro, a introdução tem o papel fundamental de introduzir o assunto que será tratado no decorrer das páginas mostrando ainda que numa pequena porção, uma síntese do assunto que será melhor elaborado. Não é diferente com o livro de Provérbios. Salomão escreve nesse primeiro capítulo, mais precisamente até o verso 7, uma introdução do tema central do livro. Em suas primeiras palavras, o terceiro rei de Israel se apresenta como filho de Davi e expressa já de início o propósito de tudo o que será escrito. Percebe-se numa leitura simples que o verso 7 é uma espécie de resumo daquilo que o autor tem como intenção de que os seus leitores compreendam:


"O temor do SENHOR é o princípio do saber, mas os insensatos desprezam a sabedoria e o ensino."


Geralmente quando pensamos no "saber", na "sabedoria", fugimos um pouco dessas palavras no contexto judaico que representavam muito mais uma forma correta e boa de se viver, do que algo simplesmente ligado ao intelecto como usavam os filósofos gregos. Sábio era quem sabia o que era o melhor e vivia de acordo com isso. Dessa forma, o propósito dos escritos de Salomão era que os destinatários vivessem bem, sabendo o que é o correto, e vivendo da forma correta em todos os contextos, seja no lar, no trabalho, na sociedade, com o seu vizinho, ou em qualquer ambiente e situação possível.


E algo que precisa ficar totalmente gravado nas nossas mentes e corações é que o princípio, o início de uma boa vida, começa com o temor de Deus. Temer a Deus não é viver com medo de quem Deus é, mas temer a Deus é antes de tudo ter a noção de Sua grandeza e majestade. Deus é o senhor de tudo, o rei soberano, é o criador, e portanto, o que Ele diz é o que importa. Os homens não são guiados pela sua própria vontade, mas o correto é que considerem como Deus quer vivam.


“E EU COM ISSO? O QUE EU DEVO FAZER? O QUE EU DEVO PENSAR?”


Essas perguntas precisam surgir sempre depois de compreendermos o que o texto bíblico nos diz. Bem, se o senso da grandeza e majestade de Deus são o começo de uma vida que se vive corretamente, precisamos parar e pensar: “Será que eu tenho vivido corretamente?”. Hoje em dia, buscamos muitas coisas e as colocamos como essenciais na nossa vida, talvez uma carreira de sucesso, talvez ter uma família grande, talvez ser o melhor naquilo que fazemos. Mas é isso o que realmente Deus quer de nós? Ele como nosso Criador e Senhor dita a forma que vivemos. Já parou para pensar se você coloca como prioridade o que Deus coloca como prioridade? E o que Deus coloca como prioridade? Você sabe?


O fato é que quanto mais conhecemos a Deus na Sua palavra, mais sabemos o que ele quer de nós e mais saberemos a forma correta de viver. De forma prática, se pergunte se você tem sido um bom marido, uma boa esposa, um bom filho, um bom pai, um bom irmão, um bom servo, de acordo com a vontade de Deus. E isso você só vai conseguir responder se tiver intimidade com Deus, se tiver proximidade com a Bíblia.


Minha oração não é para que você busque ser o melhor para os outros, mas ser o melhor para Deus. E vendo que você nunca será o melhor, que você se renda ao único que teve uma vida perfeita e que sofreu as consequências dos seus pecados da sua vida que possui falhas. Você pode hoje viver com o temor de Deus porque Cristo te reconcilia com Deus. Suas boas ações não farão Deus te aceitar, mas sua piedosa vida será um constante ato de gratidão ao que Cristo fez no seu lugar”.


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo