• Lucas Rojas

Reunidos pela cruz

“Como prisioneiro no Senhor, rogo-lhes que vivam de maneira digna da vocação que receberam. Sejam completamente humildes e dóceis, e sejam pacientes, suportando uns aos outros com amor. Façam todo o esforço para conservar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz. Há um só corpo e um só Espírito, assim como a esperança para a qual vocês foram chamados é uma só; há um só Senhor, uma só fé, um só batismo, um só Deus e Pai de todos, que é sobre todos, por meio de todos e em todos.” - Efésios 4:1-6


A carta de Paulo aos Efésios fala muito ao meu coração. Os primeiros versículos que pude decorar das Escrituras aos meus 10 anos, são provenientes desta epístola. Foi também a primeira carta que pude expor quando comecei a dar aulas para os adolescentes na EBD. Considero-me uma pessoa sistemática, e Efésios me parece um passo a passo do que é o cristianismo. A epístola foi dividida em 6 capítulos, sendo 3 voltados para a doutrina, teologia e entendimento teórico acerca do cristianismo, e os 3 capítulos seguintes voltados para a prática do verdadeiro cristianismo. Paulo encontrava-se preso quando escreveu esta carta. Sua preocupação era que os crentes continuassem a entender que a grande obra redentora de Deus , através de Cristo e confirmada pelo selo do Espírito Santo precisa produzir uma vida diária que glorifique a Ele.


No trecho acima, após expor toda a essência teórica do cristianismo: a unidade da trindade (capítulo 1), a união dos gentios e judeus pela graça (capítulo 2) e o seu ministério (capítulo 3), Paulo começa sua explanação acerca da aplicação destes conceitos no dia a dia. O incentivo do apóstolo nesta perícope é mostrar uma das maiores características da igreja de Cristo: A UNIDADE. Havia um sério problema naquela época acerca dos novos convertidos, os cristãos convertidos do judaísmo possuíam muita resistência aos cristãos provenientes do mundo gentio. Na mentalidade judaica da época, os gentios não poderiam fazer parte do plano de Deus para a salvação. Paulo então apresenta o argumento acima, descortinando a grande verdade do corpo de Cristo: judeus e gentios são co-participantes desse privilégio.


Nos dias de hoje, também possuímos legalismos, opiniões e divergências mesmo dentro dos arraiais cristãos. Temos uma tendência maligna de buscar segregação, de procurar pontos de divergência ao invés de olharmos para aquilo que nos une. Como Paulo apresenta, há apenas um Senhor, uma só fé, um só batismo, um só Deus. Claro que há um filtro para isso, nesse mesmo capítulo Paulo apresenta-o: “Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo" (v.15). A verdade nos permite compreender a realidade em que vivemos, e o amor nos permite aplicar essa verdade de maneira Cristã. Uma verdade sem amor torna-se fria, improdutiva, e um amor sem a verdade, torna-se omisso. Com isso em mente, conseguimos ponderar e discernir sobre o Evangelho. Isso significa que apesar das divergências teológicas, doutrinárias e culturais, precisamos nos apegar naquilo que nos une como irmãos em Cristo: A obra redentora de Deus.

SOBRE NÓS

Nossa igreja é a sua igreja. Existimos para glorificarmos a Deus juntos.

LOCALIZAÇÃO

(13) 3237-1846

 

Av. Sen. Pinheiro Machado, 624

Santos/SP - CEP 11075-002

CONECTE-SE