• Luiz Martins

O gemido, o clamor e a busca


Em Êxodo 2. 23-25, relata que o povo judeu gemia sob a servidão e, por causa dela, clamou a Deus. O gemido fez o povo buscar a Deus e Deus «saiu» para buscar alguém que pudesse ser parte da solução do problema. Escolheu Moisés (3 -4), a «luta» entre eles dois, Deus e Moisés. Você reparou que Deus não usou o Moisés da cidade de 40 anos atrás. Deus «levou» Moisés para o deserto e lá ensinou-o (a ele, Moisés, que não sabia que estava matriculado na escola de Deus e também não sabia que estava aprendendo). Mas estava. E o que foi que Deus ensinava a ele? 3 coisas, repare:

a) Moisés teve que aprender sobre deserto, porque ele iria liderar o povo no deserto durante 40 anos (Deus já sabia, claro). Aos 40 anos de idade, Moisés era da cidade.

b) Moisés teve de aprender sobre família. Talvez ele achasse que gente fosse «algo complicado», que talvez fosse melhor lidar com ovelhas etc. Deus, então, deu-lhe um lar, com uma esposa que era filha de um sacerdote. Ambos aprenderam, ele com sua esposa e ela com ele.

c) Moisés também teve de aprender algumas coisas sobre ele. 40 anos no deserto deu a ele a oportunidade de ficar sozinho muitas vezes, ele e ele. só. Quase um verdadeiro retiro espiritual, onde ele pode pensar nas suas atitudes e confrontá-las com aquilo que havia aprendido sobre Deus com seus pais, muitos anos antes. Passados os 40 anos no deserto, Deus achou que ele estava ..pronto Lembre-se que Moisés não sabia que estava matriculado na escola de Deus e nem que estava aprendendo. Mas estava.

Você também, caro(a) leitor(a), está matriculado(a) na mesma escola que ele esteve. “Como, eu”?, você pergunta. Isso mesmo. Você. Apesar das desculpas que você dá, para você, para os outros e para Deus, Ele não abriu mão de te usar na obra dEle. Basicamente você tem 3 desculpas: a) “Ele já terminou comigo, pastor. Eu já fui alguma coisa, hoje sou mais um”. Quem te disse que Ele já terminou contigo? b) A segunda desculpa é o contrário da primeira, quando você diz que “já atingi o máximo que poderia atingir na minha carreira cristã”. É mesmo? Isso é verdade? O evangelista (e diácono) Filipe estava no auge de uma campanha evangelística em Samaria e foi levado por Deus para o deserto. Ou o contrário que aconteceu com Elias, o tesbita, que foi levado da roça onde morava para os palácios reais. c) A terceira desculpa é que Ele tem gente melhor que eu. Quanto a esta tua última desculpa, que Ele tem gente melhor que você, repare que nos diálogos seguintes entre Deus e Moisés, nunca é dito sobre as qualidades de Moisés e sim, sempre é dito, no que Deus pode fazer e faz. A obra é dEle, o poder é dEle, a graça é dEle, aliás, tudo é dEle, não é mesmo? E quem te disse que Ele chama os melhores? Aliás, melhor em quê, mesmo? Quando Deus apareceu para Moisés, na sarça ardente do capítulo 3, Ele já havia moldado, treinado, equipado e aprovado Moisés no deserto, sem que ele, Moisés, o tivesse percebido.

Você, caro(a) leitor(a), lembra de algum deserto em tua vida? Deserto é aquele lugar/tempo que nada parece que terá um fim, algum dia. Um tempo de mesmice, um tempo sem perspectiva, um tempo de dificuldade, um tempo de sede. Lembras de ter passado (ou de estar passando) por um tempo, lugar assim? Ele sabe que andas por este grande deserto...”. Ele sabe, glórias a Ele! Nosso tempo no deserto pode parecer inútil para nós. Quase sempre achamos que sim. Mas Ele usa este nosso tempo “inútil” para moldar-nos para que sejamos seus colaboradores em Seu propósito aqui na terra,Louvado seja o SENHOR.

#clamor #busca #Moisés #deserto #Deus

0 visualização
SOBRE NÓS

Nossa igreja é a sua igreja. Existimos para glorificarmos a Deus juntos.

LOCALIZAÇÃO

(13) 3237-1846

 

Av. Sen. Pinheiro Machado, 624

Santos/SP - CEP 11075-002

CONECTE-SE