• Jéssica Xavier

Padrões de Deus ou da sociedade?

Leia: Tito 3.1-9


Nos versículos de hoje, encontramos a orientação de Paulo a Tito sobre seu dever de preparar os crentes em Creta a viver vidas excelentes e proveitosas na sociedade à luz da misericórdia de Deus, tendo em mente a transformação não merecida que o amor de Dele operara em cada um. É dever de Tito relembrar constantemente seu rebanho quanto ao modo de viver, segundo os padrões que Deus espera de cada cristão na sociedade:


“Lembre a todos que se sujeitem aos governantes e às autoridades, sejam obedientes, estejam sempre prontos a fazer tudo o que é bom, não caluniem ninguém, sejam pacíficos, amáveis e mostrem sempre verdadeira mansidão para com todos os homens.”


Embora sejamos redimidos e vivamos neste mundo não mais dependentes dele, pois somos cidadãos do céu (Fp.3.20), isso não nos libera de nos submetermos apropriadamente às autoridades civis que governam o mundo – devemos ser submissos às autoridades e governantes. Além disso, devemos promover o bem estar na comunidade, não caluniando, buscando a paz, sendo pacientes e humildes, demonstrando os frutos que a graça de Deus proporcionou nas nossas vidas. Os próximos versículos mostram como éramos, vivendo nos padrões deste mundo.


“Houve tempo em que nós também éramos insensatos e desobedientes, vivíamos enganados e escravizados por toda espécie de paixões e prazeres. Vivíamos na maldade e na inveja, sendo detestáveis e odiando uns aos outros.”


Éramos escravos do pecado, quaisquer boas atitudes que tivéssemos estavam maculadas pelo pecado, dominadas pelo nosso próprio prazer.


“MAS, quando, da parte de Deus, nosso Salvador, se manifestaram a bondade e o amor pelos homens, não por causa de atos de justiça por nós praticados, mas devido à sua misericórdia, ele nos salvou pelo lavar regenerador e renovador do Espírito Santo, que ele derramou sobre nós generosamente, por meio de Jesus Cristo, nosso Salvador. Ele o fez a fim de que, justificados por sua graça, nos tornemos seus herdeiros, tendo a esperança da vida eterna. Fiel é esta palavra, e quero que você afirme categoricamente essas coisas, para que os que creem em Deus se empenhem na prática de boas obras. Tais coisas são excelentes e úteis aos homens.”


O favor imerecido de Deus, a Sua graça, nos salvou: isto é, não merecíamos ser salvos, mas por Seu amor e misericórdia, Deus ofertou graça como um presente fora de época, para produzir um povo dedicado à prática de frutos resultantes da justificação por Cristo e da esperança de vida eterna.


Nossas atitudes diante da sociedade devem expressar a Graça de Deus e um estilo de vida que seja contrário às nossas antigas práticas pecaminosas e, portanto, de acordo com o padrão santo que Ele espera de cada um que foi transformado por Sua graça e misericórdia, por meio do Seu Filho Jesus, que é a fonte da nossa salvação e que nos vivifica.


Querido, você tem vivido de acordo com padrões de Deus ou da sociedade? Tem se submetido às autoridades e governantes? Tem entrado em discussões e trazido discórdias, ou tem promovido a paz? As pessoas veem a graça de Deus em sua vida, não só no falar, mas no agir? Lembre-se sempre que sua vida deve ser moldada por Cristo e não por este mundo! Peça a Deus para te ajudar a não ser enganado facilmente por aquilo que o mundo diz, mas firmado na Palavra e que todos vejam Cristo em sua vida!

SOBRE NÓS

Nossa igreja é a sua igreja. Existimos para glorificarmos a Deus juntos.

LOCALIZAÇÃO

(13) 3237-1846

 

Av. Sen. Pinheiro Machado, 624

Santos/SP - CEP 11075-002

CONECTE-SE