• Thais Urel

A misericórdia triunfa sobre a lei

Leia: Lucas 15.25-32


Provavelmente você já conhece muito bem a parábola do Filho Pródigo e, se você já teve a experiência de entregar sua vida a Cristo, já deve ter se identificado com este filho. Digo isso pois como humanidade rejeitamos nosso Criador, até que, por meio de Cristo, fomos restaurados e aceitos por um Deus amoroso.


Mas essa história tem um segundo filho, o filho mais velho, que nem sempre é lembrado nos estudos bíblicos e pregações. Será que ele tem algo a nos ensinar?


A Parábola do Filho Pródigo é, na verdade, uma parábola sobre O Pai. O Pai amoroso representa Deus que lida graciosamente com dois filhos afundados em pecado: um devasso e um moralista. Os dois filhos precisavam igualmente da graça e perdão do Pai.


Jesus usa a figura do filho mais velho para ilustrar os fariseus, os estudiosos da lei, que se achavam melhores do que os outros por serem cumpridores da lei. Eles eram constantemente criticados porque cumpriam as regras mas seu coração estava longe de Deus. Eles eram moralistas.


O filho mais velho vivia pelas regras. Ele fazia tudo de maneira correta, considerava-se mais justo que seu irmã e achava que merecia recompensa por isso. Esse entendimento de se achar bom, ou pelo menos não tão ruim quanto os outros, revela um coração cheio da própria justiça que é corrupta e pecaminosa. Ele se achava mais merecedor do amor do pai que seu irmão. Ele era um moralista.


É quando colocamos as regras acima da misericórdia que muitas vezes nós nos assemelhamos ao irmão mais velho (e aos fariseus). E é muito difícil dizer para uma pessoa que segue as regras que ela precisa tanto da graça de Deus quanto alguém que não segue (Mc 2.17).


É importante termos um padrão para seguir em termos de conduta de vida? Sim. Isso implica em ter algumas regras? Com certeza. Por isso Deus deu um conjunto de mandamentos para que refletíssemos seu caráter aqui na terra. Precisamos obedecê-los. Mas esses mesmos mandamentos previam que ninguém seria capaz de cumpri-los na integridade. Ou seja, Deus sabia que por causa do pecado, regras seriam quebradas. E sendo o único que poderia irar-se de forma justa contra isso, Ele mandou Jesus para cobrir nossas regras quebradas.


A grande boa nova do evangelho é que a misericórdia triunfa sobre a lei. Jesus é a misericórdia de Deus derramada sobre nossas vidas por termos quebrado sua lei. E a mesma graça que recebemos, devemos demonstrar aos outros ao nosso redor. Precisamos da graça todos os dias. E precisamos demonstrar graça àqueles com quem convivemos, todos os dias.


SOBRE NÓS

Nossa igreja é a sua igreja. Existimos para glorificarmos a Deus juntos.

LOCALIZAÇÃO

(13) 3237-1846

 

Av. Sen. Pinheiro Machado, 624

Santos/SP - CEP 11075-002

CONECTE-SE